O que é Pompoarismo, Como Fazer e Benefícios

Apesar de vivermos tempos modernos, onde a comunicação é rápida, as transformações são constantes e a necessidade de estar por dentro de tudo é urgente, alguns assuntos ainda são considerados tabus em nossa sociedade.

Infelizmente, ainda hoje, falar sobre o corpo, o prazer sexual e o autocuidado com a região íntima, é um enorme tabu.

O problema é que discutir estes temas vai muito além de uma mera questão sexual, é questão de saúde, de estar bem consigo mesmo, pois quando estamos felizes, saudáveis e nos sentindo bem, todas as áreas da vida também caminham bem.

Dito isso, não quer dizer também que esta é a única parte fundamental, porém é um complemento do programa de autocuidado que é essencial possuir.

Diante dessa exposição inicial, falaremos hoje a respeito de um tema que, para a maioria, está ligado ao sexo, porém, na realidade, tem mais ligação com a saúde física e emocional.

Falaremos sobre o Pompoarismo!

Você já ouviu falar sobre isso, sabe do que se trata ou qual sua importância?

Então fique por dentro desta técnica que trás tantos benefícios para quem a pratica.

Pompoarismo O Que É

Pompoarismo nada mais é do que uma técnica milenar surgida na Índia e que foi aperfeiçoada no Japão e na Tailândia com o passar do tempo.

Ele se baseia resumidamente em técnicas de exercícios voltadas para o fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico, região que veremos com mais detalhes adiante.

Uma curiosidade é que o termo pompoarismo ou pompoar, vem do Tamil, uma língua falada no Sri Lanka, um país daquela região, e significa literalmente “chupar com a vagina”.

Esta técnica chegou aqui pelos lados do Ocidente pelas mãos de Arnold Kegel, um famoso médico ginecologista que estava em busca de uma solução para problemas recorrentes em pacientes de sua área, como a incontinência urinária em grávidas por exemplo.

É justamente por conta de sua visão e pioneirismo que, algumas técnicas menos complexas do pompoarismo, ficaram conhecidas como exercícios de Kegel, uma homenagem ao profissional.

Com o passar do tempo sua técnica se popularizou muito, e isso se deve aos benefícios proporcionados por ela, principalmente por conta da libido e aumento do prazer durante as relações sexuais.

Como dissemos lá no inicio, seus benefícios vão muito além, pois eles auxiliam a combater problemas de incontinência urinária e fecal, flacidez vaginal, hemorroidas, entre outros.

As técnicas praticadas com regularidade ainda ajudam mulheres que enfrentam dificuldades para chegar ao orgasmo, auxiliam na lubrificação vaginal, diminuem os sinais da menopausa, aliviam cólicas menstruais e previnem infecções do trato urinário, vaginismo e até prolapso.

Os exercícios podem ser realizados lançando mão de acessórios, como o Ben-Wa, ou seja, aquelas conhecidas “bolinhas tailandesas”, ou então, através de repetições simples de contração e relaxamento do assoalho pélvico, sem necessidade de equipamento algum.

Pompoarismo e o Assoalho Pélvico

Assoalho Pélvico

O assim chamado assoalho pélvico nada mais é do que um conjunto de músculos e ligamentos que dão sustentação para pelve e para os órgãos que compõem aquela região, como intestino, bexiga, uretra, útero e ânus.

No momento que a musculatura desta região perde sua força, ela consequentemente perde essa função de sustentação, ocasionando diversos problemas, como a incontinência urinária.

Dentre as causas para essa perda de força ou afrouxamento, podemos citar 3 entre as principais:

  1. Gestação: além da realização do parto normal, o peso que a mulher sustenta no decorrer de 9 meses da gestação colabora para afrouxar os músculos da região;
  2. Idade;
  3. Menopausa.

Na prática as técnicas do pompoarismo atuam no fortalecimento deste assoalho pélvico, trazendo de volta toda elasticidade natural e a força perdida pelo afrouxamento da área.

Falando de uma forma mais específica ou mais técnica, os exercícios pélvicos fortalecem um músculo chamado pubococcígeo, que fica localizado entre o osso púbico e cóccix, formando o assoalho pélvico.

Principais Benefícios das Técnicas de Pompoarismo

Benefícios do Pompoarismo

Praticar com regularidade as técnicas do pompoarismo pode trazer diversos benefícios para seus praticantes.

Dentre eles o poder de proporcionar muitos benefícios sexuais, por levar a uma melhor familiaridade e conforto com seu próprio corpo.

Esse conhecimento e controle podem ajudar as pessoas a visualizar e vocalizar seus desejos.

As técnicas além de promoverem um aumento da força muscular, fornecem maior sensibilidade e mais atrito durante o sexo, fazendo com que o orgasmo seja atingido, além de prolongar o próprio prazer e do parceiro sexual.

Veja abaixo mais destes benefícios, não apenas para a vida e saúde sexual, mas também para o bem-estar geral do nosso corpo e do nosso organismo:

  • Redução de dor da penetração causada por vaginismo ou dispareunia;
  • Auxilio para que as mulheres atinjam orgasmos múltiplos;
  • Maior elasticidade da vagina, evitando que a mulher se machuque no sexo;
  • Impede que o parceiro chegue ao orgasmo depressa, prolongando o prazer;
  • Eleva a lubrificação e a libido;
  • Dispõe a gestante para o parto e a ajuda no pós-parto;
  • Recupera a função intestinal;
  • Reduz os sintomas gerados pela menopausa;
  • Eleva o controle dos músculos vaginais;
  • Reduz e combate a flacidez vaginal;
  • Diminui cólicas e sintomas da TPM;
  • Combate a incontinência urinária.

As técnicas são indicadas para mulheres de qualquer idade, pois todas podem se beneficiar de suas práticas.

Porém, mulheres grávidas ou no puerpério, é sugerido procurar orientação de um médico especialista antes de se iniciar.

Técnicas de Pompoarismo Sem Uso de Equipamento

Comece buscando um local para se sentar ou deitar confortavelmente, sempre respirando bem profundo por alguns segundos, inspirando pela boca e soltando o ar pelo nariz.

Na sequência, inicie a contração dos músculos do assoalho pélvico, fechando o ânus e a vagina, mantendo essa contração por 2 segundos.

Ai é só relaxar e descansar por oito segundos.

Agora refaça este processo de contração e relaxamento por 8 a 10 vezes e, no final, realize uma última contração, com duração de 8 a 10 segundos sem parar.

Técnica com Equipamento Ben-Wa

Bolinhas Tailandesas

Sua primeira tarefa é colocar uma bolinha na vagina, e logo depois tentar fazer movimentos para sugar as demais também para dentro, apenas com a força da contração da musculatura vaginal.

Após introduzir as bolinhas, comece a fazer o processo contrário, ou seja, de expulsão das mesmas, expelindo-as uma a uma por meio do relaxamento da mesma musculatura pélvica.

A ideia é que você pratique essas técnicas todos os dias se for possível, até chegar o momento em que seja possível inserir e expelir as bolinhas da vagina somente com os movimentos dos músculos da região.

Prevenção e Cuidados Necessários

É importante antes de começar as técnicas tratar qualquer infecção ou inflamação na região íntima como forma de prevenir indesejadas complicações.

Caso deseje fazer as técnicas de pompoarismo durante o período de menstruação, é permitido, porém sem equipamentos.

É uma questão de higiene e prevenção contra infecções.

Mulheres que ainda não fizeram sexo com penetração vaginal e pretendem preservar seu hímen intacto, podem praticar as técnicas do pompoarismo, porém sem equipamentos.

No mais, recomendamos firmemente que antes de iniciar qualquer técnica, você consulte um especialista da área, como ginecologista ou mesmo um fisioterapeuta especializado, para indicar a melhor e mais segura forma de praticar tais exercícios.

Veja também: