Domperidona – Para que Serve, Como Tomar, Efeitos Colaterais e Contraindicações

A domperidona é um medicamento de efeito antiemética e também um estimulante das movimentações do estômago e intestino.

Seu uso é recomendado para tratar situações associadas ao atraso do escoamento gástrico, especificamente em problemas como a má digestão, refluxo gastroesofágico, além de ser útil ainda em outras moléstias, como no tratamento de náuseas ou vômitos provocados por quimioterapia ou radioterapia.

O medicamento pode ser achado nas redes de farmácias de todo país, apresentado sempre no modo de comprimidos de 10 mg ou então suspensão oral de 1 mg/mL ou 5 mg/mL.

Domperidona é seu nome genérico, pois contém os princípios ativos do fármaco, porém, comercialmente ele é chamado de Motilium.

Produtos similares também estão disponíveis nas drogarias, e os mesmos são encontrados por vários nomes, dentre eles estão Peridal, Domperix e Domped.

Com orientação profissional, ou seja, de médicos especialistas, este fármaco pode ser indicado para o uso em adultos e também em crianças maiores de 12 anos.

Para que Serve a Domperidona

Os componentes do princípio ativo da Domperidona são indicados no tratamento de transtornos digestivos, constantemente relacionados a um atraso do esvaziamento gástrico, em situações como:

  • Refluxo gastroesofágico;
  • Esofagite;
  • Sensação de má digestão;
  • Distensão abdominal;
  • Dor abdominal na altura do estômago;
  • Excesso de arrotos ou de gases intestinais;
  • Azia;
  • Queimação no estômago com ou sem regurgitação do conteúdo gástrico.

Além do que foi citado acima, a Domperidona é ainda proposta em quadros de enjoos ou vômitos provocados por modificações na função dos movimentos gástricos e intestinais, tratamento do câncer, como quimioterapia ou radioterapia, infecções, intoxicação alimentar ou pelo efeito colateral de remédios para o tratamento da doença de Parkinson, como por exemplo a levodopa ou a bromocriptina.

Como Tomar Corretamente

Como citado anteriormente, a Domperidona é apresentada na versão comprimidos e suspensão oral, devendo ser ingerido por via oral, 15 a 30 minutos antes das refeições e, quando preciso, no momento de se deitar.

Após prescrição médica, as doses recomendadas pelos profissionais médicos podem variar conforme a idade e o peso, e abrangem:

– Adultos ou adolescentes maiores de 12 anos e com peso superior a 35 Kg: a dose recomendada é de 10 mg, que compreende 1 comprimido de 10 mg ou 10 mL da suspensão oral, 3 vezes ao dia, não se devendo exceder a dose máxima de 40 mg por dia;

– Crianças menores de 12 anos e que pesem menos de 35 Kg: a dose recomendada é de 0,25 mL da suspensão para cada kg de peso corporal, até 3 vezes por dia.

Vale reforçar sempre que este medicamento só deve ser utilizado através de recomendação médica expressa, e o tempo de duração do tratamento deve ser de no máximo 1 semana para enjoos e vômitos e de no máximo 4 semanas para outras indicações.

Efeitos Colaterais Possíveis e/ou Esperados

Dúvidas Sobre Remédios

Dentre os efeitos colaterais mais comumente observados e que podem ser esperados acontecer no decorrer do tratamento com a Domperidona estão:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Diminuição do Apetite Sexual;
  • Dor de Cabeça;
  • Sonolência;
  • Inquietação;
  • Diarreia;
  • Erupção Cutânea;
  • Coceira;
  • Aumento ou Sensibilidade das Mamas;
  • Produção de Leite;
  • Ausência de Menstruação;
  • Dor nas Mamas;
  • Fraqueza Muscular;
  • Entre outras possíveis intercorrências.

Mesmo sendo raro acontecer, o medicamento pode ainda causar arritmia cardíaca grave, agitação, nervosismo, convulsões ou até reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico urgente.

Por conta disso, é necessário cessar o tratamento e buscar um posto de atendimento médico mais perto de casa ao apresentar sinais como:

  • Dificuldade para Respirar;
  • Tosse;
  • Dor no Peito;
  • Sensação de Garganta Fechada;
  • Inchaço na Boca;
  • Inchaço na Língua;
  • Inchaço no Rosto ou Urticária.

Contraindicações

A Domperidona não pode ser utilizada para tratamento de lactentes ou crianças menores de 12 anos, com peso menor que 35 kg, por pessoas que tenham alergia ao fármaco, como seus componentes ativos ou demais compostos da formulação ou ainda por pessoas que tenham qualquer tipo de hemorragia, sangramento, obstrução ou perfuração gastrointestinal.

Outra recomendação importante é que ele não seja usado em períodos de gravidez ou lactação, pois mais uma vez reforçamos a necessidade de recomendação médica para seu uso.

Outras contraindicações da Domperidona se referem a pessoas que tenham tumor na hipófise, dor de estômago severa, fezes escuras persistentes, doença do fígado ou que estiverem usando remédios que alteram o metabolismo ou que alteram o ritmo cardíaco, como itraconazol, cetoconazol, posaconazol, voriconazol, eritromicina, claritromicina, telitromicina, amiodarona, ritonavir ou saquinavir.

E você, já fez uso deste medicamento?

O que poderia nos dizer sobre sua experiência?

Gostaria que você compartilhasse suas experiências para ajudar outras pessoas que necessitam fazer uso de mesmo.

Veja também: