Como Tirar Água do Ouvido – 5 Técnicas Simples para Esse Problema

Não há nada melhor do que em dias de forte calor tomar um banho de piscina ou de mar não é mesmo?

Porém, é muito comum acontecer de entrar água nos ouvidos, principalmente naquelas pessoas que não tem muito costume de nadar, o que gera muita irritação, desconforto e dor, podendo ainda causar sérios transtornos, como uma infecção.

Mesmo que no começo não se sinta grandes incômodos, como audição ruidosa ou zumbido, é fundamental retirar a água dos ouvidos para evitar vários problemas no futuro.

Confira na sequência quatro maneiras de como tirar água dos ouvidos:

Sabemos que pode ser muito difícil retirar água dos ouvidos sem prejudicar o canal auditivo ou sem fazer muitos malabares, mas com as dicas que preparamos você poderá resolver esse problema em casa mesmo e com segurança.

Dentre os truques e remédios caseiros comumente usados, podemos citar o posicionamento de lado ou leves batidinhas na cabeça.

Antes de mais nada é importante saber que, caso a água não saia com facilidade e a pessoa esteja apresentando outro sintomas, é fundamental dirigir-se até o hospital mais próximo para avaliação médica.

Dentre os sintomas importantes de serem observados estão:

  • Dor de cabeça;
  • Náuseas;
  • Enjoos.

Como Tirar Água do Ouvido de Forma Correta

Técnica 1 – Efeito Vazio (ou Vácuo)

É normal que, logo após entrar água em nosso ouvido, nós tomemos um susto muito grande e tentemos com muita rapidez a fazer algo para resolver aqui, como bater do lado contrário da cabeça.

Mesmo que este procedimento funcione eventualmente, a melhor opção para resolver este problema é colocar a palma da mão sobre o ouvido afetado, exercendo uma pressão para criar uma espécie de vácuo que auxilie a água a descer pelo conduto auditivo.

Em situações assim é fundamental ainda que a cabeça da pessoa seja posicionada de um modo que fique de lado e que não exerça muita pressão para evitar que a água entre muito mais.

Técnica 2 – Cabeça de Lado

Existem diversas maneiras de utilizar esta técnica. Vejamos:

É possível colocar a cabeça de lado e bater com a mão na nuca ou no outro ouvido para fazer com que a água desobstrua a região e desça.

Outro modo de fazer a água sair do ouvido, principalmente quando ela está já numa região mais profunda, é dando saltos com a cabeça de lado. Isso fará com que a pressão exercida pelo pulo expulse o líquido.

Para conseguir uma ajudinha extra neste procedimento, você poderá puxar o lóbulo da orelha para abrir mais o conduto auditivo. Isso facilitará a expulsão da água de qualquer uma das duas maneiras.

Técnica 3 – Deitar de Lado na Cama

Esta tática é de verdade muito efetiva, simples e fácil de fazer. A única coisa a se fazer é apenas deitar sobre o ouvido afetado e deixar que a gravidade faça seu trabalho sozinha.

Você também pode inclinar um pouco sua cabeça para conseguir fazer com que ela fique paralela à cama, assim, o conduto auditivo estará reto e a água vai descer sozinha por ele.

Técnica 4 – Utilizar um Secador de Cabelo

Utilizar um secador de cabelo pode ser ideal para fazer a água evaporar de dentro do ouvido.

A sugestão aqui é ligá-lo na potência mais baixa e deixá-lo a uma distância segura para evitar queimaduras e poder deixá-lo ali por algum bom tempo.

Esta técnica fará com que a água saia pelo vento que sai do secador ou que ela seque e evapore devido ao calor utilizado.

Álcool Boricado Como Auxiliar para Tirar Água dos Ouvidos

O álcool boricado tem muita efetividade para absorver água e em ocasiões como esta, ele poderá ser muito eficiente para resolver seu problema.

É necessário somente usar algumas gotinhas dentro do ouvido afetado e deixar repousar por 5 minutos para depois girar a cabeça e deixar que todo o líquido caia.

Para quem não tem em casa e não sabe onde encontrar este produto, basta se dirigir a uma farmácia de manipulação mais próxima para comprá-lo.

Recomendamos firmemente que todas as informações que repassamos aqui sejam vistas apenas como informações realmente.

Não tente de forma alguma fazer por conta própria nenhuma destas manobras sem o atendimento e auxílio de um médico especialista para solução deste problema.

O que Não Fazer em Hipótese Alguma

É fortemente recomendável que você jamais recorra ao uso de cotonetes, dedos ou qualquer outro objeto, pontiagudo ou não, para “cavar” dentro do ouvido.

Atitudes insensatas assim podem causar, por exemplo, quadros de Infecção por bactérias, podem empurrar a água ainda mais fundo no ouvido, lesionar o canal auditivo, perfurar o tímpano, entre outros.

Mas a principal e mais importante pergunta a ser feita nesse momento é: Dá para evitar que este problema ocorra, ou seja, dá para evitar que a água entre nos ouvidos ao entrar no mar, piscina, etc?

A resposta é sim, veja na sequência como evitar o problema com dicas simples que podem evitar que a água fique retida no ouvido.

Sempre que for submergir em água, utilize tampões para os ouvidos ou uma touca de natação própria para tais fins.

Após terminar o tempo imerso na água, seque muito bem a parte externa do ouvido com a ajuda de uma toalha.

Por fim, recomendamos que você fique atento aos possíveis sinais de inflamação ou inchaço nos ouvidos, pois pode ser indicação de uma infecção, que ser grave se você não receber tratamento adequado, como perda auditiva, danos ósseos ou outras complicações.

Uma infecção crônica pode resultar em um buraco ou ruptura no tímpano, também conhecida como otite média supurativa crônica, tem um tratamento muito difícil.

É frequentemente tratada com antibióticos administrados como gotas, sendo um médico especialista o profissional responsável por dar instruções sobre como aspirar líquidos pelo canal auditivo antes de administrar essas gotas.

Se for algo mais simples, tente as técnicas que informamos acima, mas por prevenção, procure sempre um hospital para receber o tratamento adequado caso suspeite ser algo mais sério em seu ouvido.

Veja também: