Como É Feita Uma Abdominoplastia e o Antes e Depois

A obesidade é, sem dúvida alguma, um dos maiores males a atingir a população mundial atualmente, tendo repercussões terríveis tanto para as pessoas que sofrem desse problema, quanto para aquelas que a cercam.

Apesar de ser muito difícil vencer sozinho este problema, ou seja, emagrecer e com saúde, muitas pessoas conseguem atingir este objetivo e perder muitos e muitos quilos.

Independentemente se a vitória se deu através de uma cirurgia bariátrica ou por conta própria, através de um regime balanceado, o fato é que muitos acabam ficando com muita flacidez, apresentando aquele resto de pele que sobra onde antes tinha muita gordura.

Para resolver este problema, podemos contar com as modernas técnicas da medicina, que dentre outras, disponibiliza a cirurgia de redução de pele, onde, a cirurgia realizada na região do abdômen se chama abdominoplastia.

O Que É A Abdominoplastia

Como dito inicialmente acima, a abdominoplastia é uma cirurgia plástica feita com a intenção de remover o excesso de gordura e de pele do abdômen, auxiliando a redução da flacidez da barriga, deixando-a “lisa e dura”, sem muita flacidez, além de também ser possível fazer a remoção de estrias e cicatrizes presentes na região.

Esta plástica pode ser realizada tanto por mulheres quanto por homens, e como dito, é indicada pelos profissionais para as pessoas que emagreceram consideravelmente ou que depois de uma gravidez acabou ficando com o local do abdômen muito flácido, o que gera muito incomodo e transtornos.

Em algumas situações, principalmente em mulheres magras, que possuem somente alguma gordura localizada, o médico cirurgião pode fazer a recomendação de um procedimento de lipoaspiração ou uma mini-abdominoplastia, ao invés da abdominoplastia em si.

Nesse caso será retirado o excesso de gordura da região lateral do abdômen e da região das costas.

Como É Realizada A Abdominoplastia e o Antes e Depois

Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, é necessário e fundamental que antes da abdominoplastia, o paciente passe pelo processo de avaliação pré-operatória, onde serão verificados possíveis riscos de complicações, seja durante ou pós-operatório.

Sendo assim, o profissional cirurgião recomenda sempre a realização de exames de sangue, avaliação física e fatores de risco, tais como tabagismo, obesidade, idade, entre possíveis outros, conforme necessidade.

Após isso, se o cirurgião ou equipe cirúrgica constatar que o procedimento não oferece muitos riscos ao paciente, ou melhor, que os riscos existentes são controláveis e não excepcionais, é feito o agendamento do procedimento cirúrgico.

Nesta fase, próxima a cirurgia, é muito importante que o paciente tome alguns cuidados básicos, e entre os principais está não consumir bebida alcóolica, não fumar e não tomar medicações que possam levar a uma elevação do risco de sangramentos (aspirina ou anti-inflamatórios).

Falando da cirurgia de abdominoplastia em si, temos que normalmente o procedimento dura entre 2 a 4 horas e é realizado com anestesia peridural.

A partir do instante que a anestesia causa o efeito esperado, o cirurgião realiza um corte entre a linha dos pelos pubianos e o umbigo, conforme o grau de correção da cirurgia, para que a gordura excessiva, tecidos e peles flácidas em excesso possam ser removidas.

Os músculos abdominais da região que normalmente encontram-se enfraquecidos também são costurados.

A depender da quantidade de gordura e pele a ser removido, o cirurgião pode ainda optar por fazer um corte ao redor do umbigo para remover o excesso de pele na parte superior do abdômen.

Na sequência disso, ele faz os procedimentos para o fechamento dos cortes feitos na pele através de sutura, adesivos de pele ou fitas.

Após a cirurgia é recomendado que o paciente mantenha-se internado no hospital entre 2 a 4 dias, visando garantir o sucesso do procedimento e também a redução dos riscos de complicações pós-cirúrgicos.

Pessoas que já passaram por todo esse processo relatam que é comum na semana posterior à cirurgia surgirem dores abdominais e inchaço na região, porém, os mesmos começam a diminuir conforme vai acontecendo a cicatrização.

Caso essas dores e incômodos durem mais que uma semana, é necessário passar novamente por avaliação com o cirurgião plástico o quanto antes para garantir que nada está errado.

Preço do Procedimento

Esta é uma dúvida muito recorrente entre os interessados em fazer abdominoplastia, porém, não é possível cravar um valor exato, pois isso varia conforme os locais onde são realizadas as cirurgias, o profissional cirurgião que fará a mesma, necessidade de outros procedimentos cirúrgicos como lipoaspiração, etc…

O que podemos dizer é que, levando em conta todas essas variáveis, os custos desse procedimento podem ficar entre 12 e 25 mil reais.

Mais importante do que o preço, porém, é procurar um profissional especializado neste tema e que lhe dê totais garantias e tranquilidade para realizar o procedimento com segurança.

Processo de Recuperação

O processo de recuperação total do procedimento leva em média 2 meses e necessita de alguns cuidados básicos, principalmente no que se refere a postura do paciente, sendo essencial não realizar esforços durante esse período de recuperação.

É essencial também fazer uso correto e regular de uma faixa abdominal.

Como já citado anteriormente, é normal aparecerem algumas dores na região do abdômen no inicio e hematomas nas primeiras 48 horas, porém elas devem ir sumindo com o passar dos dias.

Vale citar ainda que para se evitar o acúmulo de líquidos no abdômen, normalmente o paciente faz uso de drenos por algum tempo.

Abdominoplastia e Gravidez

Este procedimento não é recomendado para mulheres que tenham vontade de engravidar, pois os músculos da região abdominal são costurados na cirurgia e durante uma gravidez, os mesmos podem se romper.

Sendo assim, caso a mulher queira realmente realizar a abdominoplastia e também engravidar, o mais recomendável é que ela faça uma mini-abdominoplastia, onde pequenas quantidades de gordura são retiradas de seu corpo.

Complicações Que Podem Acontecer

Mesmo sendo um procedimento seguro, a abdominoplastia pode oferecer riscos e resultar em complicações aos pacientes, seja durante o procedimento ou no pós-operatório, sendo assim, é fundamental fazer rigorosamente todos os exames pré-operatórios e respeitar o período de internação depois da cirurgia.

Dentre as principais complicações que podem acontecer com maior frequência estão o seroma (acúmulo de líquido), hematomas, infecção, necrose do tecido, assimetria da cicatriz e do tecido, insuficiência respiratória e tromboembolismo, algumas condições que podem até levar a morte do paciente.

Eram estas as principais informações sobre este tema que gostaríamos de compartilhar com você hoje.

E você, teria algo a contribuir conosco?

Deixe abaixo um comentário com sua experiência caso já tenha passado por esse procedimento ou caso esteja precisando do mesmo.

Veja também: